Exposição de Martin “Crudo” chega à São Paulo

get_shot

Na próxima semana será aberta a exposição de umas das figuras mais prolíficas do Hardcore/Punk Mundial, Martin “Crudo”.

Martin Sorrondeguy nasceu no Uruguai no final da década de 60, ainda novo, mudou-se para Chicago (EUA) com os pais. Começou a se envolver com a cena Hardcore/Punk no início dos anos 80, por meio de bandas e zines. Paralelo a sua paixão pela música, também veio o interesse por fotografia, indo a concertos, começou a praticar essa forma de expressão fotografando bandas de amigos e alguns grupos se encontravam em turnê naquela época.

Nos anos 90 o músico foi fundador da banda Los Crudos, referência quando o assunto é hardcore e cultura “faça você mesmo”. Além dos Crudos, que foi seu projeto musical mais conhecido, Martin também foi vocalista do Limp Wrist, grupo fundador do estilo musical intitulado “QueerCore”, explora a temática GLS, com letras pró-gay e anti preconceito.
crudos

Muito popular no meio alternativo, Martin conquistou um enorme respeito dentro da cena Hardcore. Tornou-se professor de fotografia, mas abandonou a profissão para se dedicar a fotografia como arte. Fazendo exposições de seu trabalho ao redor do mundo, valeu-se de grande experiência com viagens e turnês feitas com baixo custo, para viabilizar estas experiências.
Atualmente escreve e fotografa para a Maximum Rock N Roll, a revista/zine punk mais antigo em circulação.

Recentemente Martin lançou um livro de fotos chamado Get Shot, que conta com fotos tiradas durante 27 anos de turnê. O impresso tem capa dura, 250 páginas e foi lançado selo “Make a Mess”. As imagens representam a cena underground do mundo inteiro, dando ênfase, porém, a cena Punk e suas vertentes. Os registros contém nomes de peso como Fugazi, Operation Ivy, Dropedead, dentre outros. O trabalho é descrito como “um olhar vindo de dentro”, e leva qualquer leigo a conhecer a arte obscura que existe na cultura alternativa.

martin livro

A exposição contará com fotos que fazem parte do livro, além de algumas novidades. Imagens registradas no Brasil, EUA, Canada, Austrália, Japão, Peru e Argentina têm como objetivo mostrar a pluralidade dessas cenas locais. A exposição já passou por todos os países citados, com exceção do Peru, e agora chegou à vez do Brasil. O trabalho será exposto no espaço Matilha Cultural no centro de São Paulo e a abertura ficará por conta de bandas ligadas a contra cultura e a cena punk nacional.

No dia 9 de abril é aberta a exposição e haverá show com as bandas:

Likso, um projeto em formato de trio, que toca o hardcore no estilo mais cru e barulhento.

A outra apresentação fica por conta do Rakta, quarteto de feminino, que mescla muita psicodelia, experimentalismo e pós-punk.

No dia seguinte, 10 de abril, haverá a apresentação do filme Beyond The Screams: A U.S. Latino Hardcore Punk Documentary, um documentário que mostra a cena hardcore latino americana dentro dos Estados Unidos. Na sequência, será iniciado um bate papo com Martin – idealizador da produção – onde o espaço será aberto para perguntas e troca de ideias.

Quando: de 9 a 12 de abril.

Onde: Matilha Cultural – R. Rêgo Freitas, 542 – Republica, SP

Quanto: Grátis.

*Este projeto é feito de forma totalmente independente, sem apoio de qualquer marca ou empresa. É uma parceria entre a Matilha Cultura e a cena hardcore/punk.

Anúncios